Helio Blume é o novo representante do CFMV na WVA

sexta-feira, 16 de abril de 2021

Mais importante plataforma de discussão e formulação de políticas que apoiem o trabalho dos médicos-veterinários em todo o mundo, a World Veterinary Association/Associação Veterinária Mundial (WVA) tem um novo representante brasileiro em seu conselho. O secretário-geral do Conselho Federal de Medicina Veterinária (CFMV), Helio Blume, substitui o médico-veterinário Cícero Pitombo como conselheiro para a região da América Latina até 28 de março de 2022, data final do mandato atual do conselho da associação.

“Participando da WVA, construímos formas de unir os médicos-veterinários de todo o mundo para resolver desafios comuns da saúde única, gerando oportunidades educacionais de qualidade para profissionais e estudantes, para a proteção do bem-estar animal e da sociedade”, afirma Blume

A avaliação da substituição ocorreu em reunião realizada no último dia 24 de março, em uma análise cuidadosa e que levou a uma decisão tomada estritamente de acordo com os regulamentos do órgão. A mudança ocorreu a pedido de Pitombo, por razões pessoais.

“Por conta de novos projetos e responsabilidades assumidas, precisei fazer difíceis escolhas e me retirar do cargo que ocupava na WVA. Agradeço imensamente pela oportunidade de haver integrado a equipe da associação, representando o Brasil. Foi um período de aprendizados e trocas em prol da Medicina Veterinária e da saúde única”, afirma.

Sobre a WVA

A Associação Veterinária Mundial (WVA) congrega, atualmente, mais de 500 mil médicos-veterinários, integrantes de 95 associações veterinárias em seis continentes, trabalhando como uma única voz da profissão para o mundo. A associação apoia o trabalho de médicos-veterinários em várias áreas da medicina, pesquisa, prática e divulgação. Sua missão é garantir e promover a saúde animal, o bem-estar e a saúde pública no planeta, por meio do desenvolvimento e avanço da Medicina Veterinária, da profissão veterinária e dos serviços veterinários públicos e privados.

No Brasil, país com dimensões continentais e rico em diversidade, atualmente há cerca de 150 mil profissionais atuantes e mais de 400 cursos de Medicina Veterinária, o que torna a experiência da Medicina Veterinária brasileira desafiadora, ao mesmo tempo em que acumula ampla experiência no campo das políticas públicas e privadas.

Nesse contexto, o CFMV busca com a WVA conexões que possam gerar benefícios e trazer inovação à profissão no Brasil, por meio de parcerias internacionais, oportunidades de bolsas de estudos no exterior, intercâmbios de informação e aprendizados em várias questões relacionadas à saúde e bem-estar animal, saúde pública e segurança alimentar.

Fonte: Assessoria de Comunicação do CFMV



Voltar   Página Inicial   Topo