Brincos reciclados de bovinos e bubalinos dão vida à novos produtos

11 de junho de 2021

Para manter o status sanitário diferenciado que a pecuária catarinense conquistou, todos os bovinos e bubalinos precisam receber brincos para rastreabilidade dos rebanhos. Uma vez usado, este brinco não é recolocado em outro animal, e sim entregue nos escritórios da Cidasc para posterior descarte. O plástico destes brincos, no entanto, pode ser reaproveitado. Empresas estão dando novos usos a esta matéria prima. Uma delas é a Soares Terceirização de Calçados, que está transformando este resíduo em sandálias e componentes para a fabricação de sapatos.

A fábrica, localizada em São João Batista, já processou cerca de 3 toneladas de plástico. O material a ser transformado em componente principal de saltos e tacos para sapatos inicialmente vinha das unidades da Cidasc de Itajaí, Lages, Tubarão e Criciúma, mas a coleta deve ser ampliada para outras regiões.
“O que para muitos seria apenas um ‘’lixo’, para a Soares se tornou papel principal para embelezar o calçado feminino”, diz Edinara Pereira, esposa do proprietário, que acompanha dentro da empresa a reciclagem dos brincos. Os componentes são depois revendidos à indústria calçadista, que pode revesti-los com couro e tecido para o acabamento final. Parte do material também é usado na fabricação de sandálias plásticas.

Segundo o responsável pelo programa de rastreabilidade bovina e bubalina, Fábio Ferreira, desde 2011 a Cidasc busca parceiros para reciclarem os brincos de identificação descartados. “A sustentabilidade na agropecuária é um tema de fundamental importância para a sociedade, que busca conciliar a produção de alimentos, a segurança alimentar e a preservação do meio ambiente”, explica ele.
Ferreira considera que a parceria estabelecida com empresas é uma ação inovadora, que comprova que é possível ser um agente transformador agindo de forma pontual, como neste caso dos brincos.


FONTE: Ascom/Cidasc
FOTO: Soares Terceirização de Calçados



Compartilhar   Compartilhar   Imprimir
Voltar   Página Inicial   Topo