Atendimento: 48 3953-7700           

CRMV-SC implanta reforma administrativa

20 de outubro de 2022

A tecnologia a serviço dos profissionais registrados no Sistema CFMV/CRMVs e a preocupação desta gestão com a adequação da autarquia para a realidade atual, demonstraram a necessidade de uma reorganização na estrutura física e organizacional do CRMV-SC.

A implementação da ART online, da gestão eletrônica de documentos através do Sistema Unificado de Administração Pública (SUAP), do Siscad Web, da assinatura eletrônica, dos diplomas digitais, das oitivas online e mais recentemente, a publicação da Resolução CFMV nº 1475, que cria a cédula digital, informatiza e simplifica todo o processo de inscrição, são alguns exemplos que direcionaram a gestão para um novo modelo de operação.

Neste cenário, desde setembro de 2022 está em implantação o Plano de Reestruturação Administrativa (PRA) do Conselho Regional de Medicina Veterinária de Santa Catarina. A proposta e os estudos foram apresentados na 449ª Sessão Plenária Ordinária, realizada em 14 de setembro de 2022 e aprovada por unanimidade.

AMPLIAÇÃO DA FISCALIZAÇÃO

O INOFISC, novo sistema eletrônico de fiscalização do Sistema CFMV/CRMVs, em fase final de testes e implantação em Santa Catarina, também inaugura uma nova era para o serviço de fiscalização. A plataforma, desenvolvida pelo setor de T.I. do CFMV, possibilita a ampliação das atividades com um trabalho mais ágil, transparente e com ganho em eficiência e excelência.

Do ponto de vista estratégico, é necessário que os fiscais estejam mais próximos das regiões onde há maior concentração de profissionais e estabelecimentos para que a utilização de recursos seja otimizada. Esta realidade foi considerada na reforma administrativa do CRMV-SC, na qual a equipe de fiscalização do CRMV-SC ficará sediada em dois pontos base do Estado: Florianópolis e Chapecó.

Dessa forma, os fiscais ficarão melhor distribuídos para cobrir na totalidade o território catarinense, reduzindo o tempo com os deslocamentos mais longos e aproveitando melhor o tempo de ação dos agentes de fiscalização.

REPRESENTATIVIDADE AUMENTADA

A reforma administrativa do CRMV-SC contempla um novo formato de representação política da autarquia, ampliando o número de delegados nas diferentes regiões do estado e também novas parcerias com universidades e instituições afins. Assim, o CRMV-SC ficará mais próximo dos profissionais, sem a obrigatoriedade de bases físicas, dando uma mobilidade maior e atingindo diversas regiões com maior eficiência.

REFORMULAÇÃO DO NÚMERO DE DELEGACIAS REGIONAIS

Há alguns anos é discutida essa reestruturação. Uma reforma administrativa que gere impactos positivos, baseada nas necessidades e no novo perfil dos profissionais, na realidade das empresas e nas mudanças que vem sendo implantadas no Sistema CFMV/CRMVs.

“Como gestor é uma obrigação administrar os recursos da forma mais responsável possível, otimizando as despesas obrigatórias e ampliando o cumprimento do papel institucional. O modelo estabelecido até agora atende muito bem os profissionais e empresas situados nos mesmos municípios onde nossas delegacias estão, porém, impõe custos com Correios, deslocamento e tempo daquelas pessoas que não contam com uma unidade do Conselho no seu município. A partir dessa reestruturação, todos os profissionais e demais interessados no nosso atendimento serão tratados da mesma forma. Os serviços prestados pelo CRMV-SC ficarão cada vez mais próximos dos profissionais e empresas, seja no seu smartphone ou computador. Atualmente, a baixa demanda pelo atendimento presencial, as novas possibilidades tecnológicas de interação com a instituição e a necessidade de ampliar a fiscalização do exercício profissional impõem essa reestruturação. Embora, esteja prevista a redução do número de delegacias, o resultado será a ampliação da nossa capacidade de atendimento, levando os serviços do CRMV-SC para o ambiente virtual, disponibilizados em tempo integral na palma da mão dos nossos médicos-veterinários, zootecnistas e demais usuários. Outra contrapartida do nosso plano é a previsão de mais investimentos na atividade fim do CRMV-SC: a fiscalização do exercício profissional, o que consequentemente, garantirá e ampliará o mercado de trabalho para os médicos-veterinários e zootecnistas catarinenses”, explica o Presidente do CRMV-SC, M.V. Marcos Vinícius de Oliveira Neves.

Entre a mudanças previstas no PRA está o encerramento das atividades nas Delegacias Regionais do Sul, em Criciúma; do Norte em Joinville, do Planalto em Lages; do Vale do Itajaí em Rio do Sul e do Meio Oeste em Joaçaba. A Sede, em Florianópolis e a Delegacia Regional do Oeste, em Chapecó, passarão por uma reestruturação e incremento operacional. Para atender com a agilidade necessária os profissionais e empresas de todos os municípios catarinenses serão ampliados os meios de comunicação digital e as facilidades para recebimento eletrônico de documentos.


QUADRO DE FUNCIONÁRIOS

Aos funcionários da autarquia que atuam nas delegacias que serão extintas, o CRMV-SC lançou um edital interno de transferência de pessoal estabelecendo critérios de classificação para ocupação das vagas na Sede e na Delegacia Regional do Oeste.

Para aqueles que não tiverem interesse na transferência, o CRMV-SC implantou o Plano de Demissão Voluntária (PDV), a exemplo de outras autarquias, instituições do próprio sistema e demais órgãos, com respaldo na Lei nº 9.468/97.


O CRMV-SC está à disposição pelo e-mail: ouvidoria@crmvsc.gov.br ou pelo canal Fala.BR