Repercussão do caso de cão preso em veículo - CRMV-SC fala sobre os perigos do calor excessivo aos pets

13 de janeiro de 2022

O caso do cão trancado em um carro por mais de três horas em Balneário Camboriú e resgatado pela PM teve grande repercussão. Foi necessário quebrar o vidro do veículo para retirar o animal que não respondia aos estímulos quando a guarnição chegou e onde, segundo a polícia, a temperatura média estava em 30ºC.

Em entrevista aos telejornais da ND, o Assessor Técnico e de Gabinete do CRMV-SC, M.V. Paulo Zunino elogiou o pronto atendimento do policial. “O que vimos no vídeo foi muito bem executado. Em casos como este o animal precisa ser resfriado, o ideal é que seja com água em temperatura ambiente ou com panos molhados, evitar água gelada ou gelo e também não colocar o animal submerso em água para evitar afogamento”, disse. A situação serve de alerta, especialmente em dias de temperaturas altas.

ENTREVISTA COMPLETA



Compartilhar   Compartilhar   Imprimir
Voltar   Página Inicial   Topo